São Paulo: (+55 11) 3845.0802

Pré-agende sua
consulta:

Alívio dos sintomas de enxaqueca usando cirurgia não endoscópica

Um método de cirurgia não endoscópica parece ter sucesso em reduzir a dor da enxaqueca. Médicos americanos chegaram a esta conclusão depois que este procedimento foi realizado em 35 pacientes. Segundo um relatório na “Plastic and Reconstructive Surgery” (Cirurgia Plástica e Reconstrutiva), cerca de metade dos pacientes ficaram completamente livres da dor após a cirurgia.

Até o momento, são usados principalmente métodos endoscópios em intervenções cirúrgicas para aliviar os sintomas da enxaqueca. Já que nem todos os cirurgiões têm acesso a estes, pesquisadores do Hospital Geral de Massachusetts (Boston, EUA) focaram nos procedimentos padrão baseados em incisões, que também são usados em procedimentos cosméticos na testa.

Todos os 35 participantes sofriam de enxaqueca causada por compressão dos nervos craniofaciais. Enquanto as terapias médicas padrão falharam, as injeções de Botox ou bloqueios neurológicos forneceram algum alívio. Com base no histórico clínico e sintomas, os médicos identificaram pontos de desencadeamento em cada paciente individual e liberaram aqueles locais de compressões musculares, de tecido conjuntivo, de vasos sanguíneos e de estruturas ósseas.

Um total de 43 procedimentos foram realizados nos 35 pacientes. Destes, 90,1 por cento resultaram em melhoria dos sintomas em pelo menos 50 por cento (frequência, duração, intensidade). Em metade das cirurgias que obtiveram sucesso (51,3 por cento, os sintomas foram completamente eliminados; em mais de um quarto (28,2 por cento) os sintomas melhoraram em 80 por cento; e a cada quinto procedimento bem-sucedido (20,5 por cento), em 50 a 80 por cento.

Pré-requisito para o sucesso é a seleção cuidadosa dos pacientes, enfatizou o líder do estudo, William G. Austen. Quais pacientes podem ser melhor ajudados com este método ainda será pesquisado em mais detalhes em estudos futuros.