São Paulo: (+55 11) 3845.0802

Pré-agende sua
consuta:

Peeling

O Peeling Químico é uma técnica muito eficaz para tratar várias condições da pele. o peeling é uma aplicação sobre a pele. a pele onde certa(s) substância(s) é(são) aplicada(s) vai descamar, e esta descamação é seguida de regeneração. além da “troca” de pele, dependendo do nível, o peeling pode estimular a derma para a produção de um novo colágeno.

Os peelings podem ser superficiais, médios, profundos ou combinados. o período necessário para que a pele descame e se recupere varia de acordo com o nível do peeling que foi realizado.

Normalmente, o peeling químico é usado para tratar o envelhecimento da pele ou o dano causado pelo sol. dessa maneira, várias alterações, como rugas, manchas, alguns tipos de ceratoses, flacidez, cicatrizes etc., podem ser efetivamente tratadas.

Melhores candidatos ao Peeling Químico

Os melhores resultados ocorrem nos pacientes que apresentam um dano significativo na superfície da pele (como rugas, flacidez, manchas, cicatrizes etc.). a cor da pele deve ser levada em consideração, já que alguns peelings são restritos a peles claras.

Evolução após o Peeling Químico Médio

O Peeling Médio é um procedimento simples e feito em consultório. durante a aplicação, o paciente pode sentir uma sensação de ardor transitória. geralmente este ardor é de pequena ou média intensidade, não existindo necessidade de anestesia. após o peeling médio, a pele pode apresentar um aspecto avermelhado, seguido por um escurecimento e ressecamento quando se inicia o processo de descamação. a descamação dura em media um ou dois dias, mas esse tempo pode variar.

Nos peelings atuais, usa-se substâncias tamponadas, de forma que não é esperado que a pele fique com um aspecto de “carne-viva”. a rotina social e laboral do paciente pode ser mantida, mas é preciso saber que as alterações descritas acimas irão ocorrer. por isso, não se deve fazer peeling nos dias que antecedem, por exemplo, um evento social. o paciente recebe orientações do que usar e do que não usar no pós-peeling médio, assim como os cuidados de manutenção após a descamação.

Evolução após o Peeling Químico Profundo

O Peeling profundo é um procedimento especial, indicado para tratamento de dano severo da pele, como rugas mais profundas, flacidez, alguns tipos de manchas e de cicatrizes. tem restrição de afastamento social e laboral por oito dias. após sua consulta, se você pretende fazer este tipo de peeling, terá que fazer alguns exames que serão solicitados pelo seu médico. você também será informado que este peeling deve ser feito em centro cirúrgico, com sedação conduzida por um médico anestesiologista. durante a aplicação, não há desconforto nem dor. ao final é colocada uma máscara de micropore que permanecerá em seu rosto por vinte e quatro horas.

Após o procedimento, você pode ir para casa, mas precisará voltar no dia seguinte ao consultório para a retirada da máscara de micropore e colocação de uma segunda máscara de bismuto, que permanecerá por mais sete dias.

O que mais chama atenção neste peeling é o fato de que você apresenta um inchaço do rosto, principalmente dos olhos. este inchaço é transitório e diminui após o terceiro dia. ao completar o oitavo dia, a segunda máscara será retirada e você verá uma pele muito rejuvenescida e bonita. neste momento é esperado que a pele apresente cor avermelhada. esta vermelhidão regride lentamente ao longo dos dois ou três meses subsequentes, em média. em algumas pessoas, esse período pode ser mais prolongado. em outras, mais curto.

Perguntas Mais Frequentes

1) Quando fazer um Peeling Superficial?

R. A nossa pele está dividida em várias camadas. a camada mais externa é chamada camada córnea. o peeling superficial vai atuar nesta camada produzindo sua descamação com subsequente regeneração. é indicado para casos de peles jovens, com boa aparência e danos minimos. a descamação é muito suave. o peeling superficial também pode ser muito útil como tratamento complementar de certas formas de acne.

2) Quando fazer um peeling médio?

R. A partir da camada córnea existem outras camadas constituintes da epiderme. o seeling médio vai atuar na camada córnea e nas camadas granulosa, espinhosa até a membrana basal. estes peelings são indicados para tratamento de peles com dano solar moderado, manchas e rugas finas. aqui ocorre formação de crosta com descamação por volta do terceiro ou quarto dia.

3) Quando fazer um peeling profundo?

R. o peeling profundo é indicado quando se pretende um rejuvenescimento expressivo e rápido. quanto mais precisa a indicação, melhor o resultado. em casos selecionados, este peeling rejuvenesce de modo intenso e expressivo os danos causados pelo sol, pela idade ou pelo fumo.

4) É preciso período de afastamento?

R. Para peeling superficial, não é necessário. no peeling médio, pode haver necessidade de um ou dois dias a partir do momento da retirada das crostas. entretanto, ao submeter-se a um peeling profundo, você precisará de oito dias de afastamento.

5) Que tipo de dor ou desconforto devo esperar?

R. O peeling superficial não causa nenhum tipo de dor e raramente os pacientes relatam um leve e passageiro ardor durante a aplicação. No peeling médio, a maioria das pessoas apresentam ardor em grau variável. este ardor aparece durante a aplicação e raramente perdura. O peeling profundo é feito com sedação venosa com o auxílio de um anestesista e em centro cirúrgico. estas medidas evitam dor e desconforto.

Se você deseja conversar com o Dr. Lecy Marcondes Cabral, envie um e-mail para: plastica@plastica.com.br